terça-feira

Por Trás do Glamour

Gente li esse texto no blog Simples e Chic que a Renata Ventura extraiu do site Rainhas do lar e achei o máximo. Assim resolvi compartilhar com vocês o que realmente acontece por trás de todo glamour dos eventos.
E vale sempre lembrar de que nada em um evento é exato, até na última hora tudo pode mudar!





Tenho recebido muitos e-mails de comadres interessadas em trabalhar com produção de festas. É natural que a festa exerça esse fascínio e magnetismo sobre as pessoas... há flores, há música, boa comida, boa bebida, e pessoas felizes ali, mas devo dizer que por trás do glamour do salão há muito mais transpiração do que inspiração.Pensei até em criar mais uma série, tantas que são as particularidades que envolvem a produção de uma festa, mas grosso modo, vamos aos aspectos mais relevantes...
O perfil do produtor de festas
Se eu tivesse que traçar o perfil de um produtor de festas eu diria que é fundamental: um traço de loucura; adorar problemas; estar disponível full time; ser flexível; saber engolir sapos e lidar com a vaidade alheia; ter a capacidade de traduzir as expectativas das pessoas; ter uma saúde de ferro; bom conhecimento sobre alimentos e bebidas, ambientação, e dimensionamento; ter bons contatos e um cadastro de prestadores de serviço; ter bom humor; ser ágil e prático; ter grande capacidade de organização e liderança; algum conhecimento técnico sobre sonorização e iluminação; e, sobretudo, muita coragem para assumir a responsabilidade de realizar sonhos.
Pré-requesitos básicos
Carro, internet, comunicação eficaz, e boa equipe.
Não caia na besteira
De achar que dá conta de tudo sozinha; de pechinchar com os seus prestadores de serviço (ao contrário, pague bem, valorize o trabalho das pessoas e você terá o melhor delas); de supor que a montagem está adiantada ou no prazo (uma produção está sempre atrasada por mais organizado e experiente que seja o produtor); de querer dar uma de esperto e ficar com as sobras de bebida e comida, ao contrário, solicite o contratante para conferir as sobras, providencie a sua embalagem e carregamento do carro, e preserve assim a sua integridade.
É bom saber
Quando estiver começando, vai descobrir: que vai ter que pegar peso; que vai descascar as unhas; que jamais poderia imaginar que seria tão cansativo, vai chorar, querer desistir, e perguntar a si mesma "onde foi que amarrou o seu jegue"; que deveria ter inserido gastos com celular e gasolina no orçamento; que salão sem maitre não rola; que o praticável que alugou não sobe a escada e que terá que ser içado pela varanda; que não se lembrou que chove em agosto e você não projetou toldos para a área externa; que deveria ter trazido um ferro para passar as toalhas que chegaram amassadas; o que é valet; que tem que pagar ECAD; que terá que emitir nota fiscal e perder 16% do seu suado dinheirinho que já não é quase nada porque você fez um orçamento frágil; que vai ter que contratar um gerador pois a rede elétrica da casa não segura a luz linda e a sonorização luxo que você contratou; que esqueceu de fotografar; que faltou muita quiche e sobrou muita sobremesa; que deveria ter comprado recipientes descartáveis para a sobra do bolo; que você é responsável pela alimentação da equipe de 30 pessoas que trabalha na montagem da festa bem na hora em que os estômagos roncam; que as flores que você escolheu são chiquérrimas mas não seguram o calor; que deveria ter visitado o local na hora que a festa vai acontecer para perceber a incidência de radiação; que não providenciou sombreiros e ameaça chover; que esqueceu de tirar o dinheiro do pagamento da equipe, o limite de saque no caixa eletrônico é 500 pilas e você só tem uma folha de cheques; que os teceirizados atrasam; que a conta do aluguel de louça aumenta em 20% com as perdas (quebra e sumiço) que você tem que pagar depois da festa; que esqueceu de comprar fósforos; que deveria ter providenciado saca-rolhas já que vai servir prosecco; que o fato do espaço dispor de freezer e refrigeradores não descarta a necessidade do gelo; que sua família vai sentir a sua falta; que vai esquecer da sua consulta médica; que vai almoçar coca zero e batata chips na fila do supermecado; que a irmã do anfitrião é cadeirante e não há acesso para portadores de necessidades especiais no local da festa; que um conviva pode ter o seu celular roubado; que deveria ter providenciado pelo menos avental e touca para as assistentes de cozinha; que não tem um recipiente para ir acondicionando os 20 litros de suco que vai fazer, e que deveria comprar um liquidificador industrial; e finalmente, que a responsabilidade pela limpeza do salão é sua, às 5h da manhã, quando você acabou de dispensar toda a equipe.
Mas, ó... quando você conseguir superar todas estas dificuldades, ver materializada diante dos seus olhos uma linda festa realizada por você, e ouvir o seu cliente dizer que você consegiu realizar o seu sonho, tudo terá valido a pena. E outra: o sofrimento vai diminuindo à medida em que a experiência vai aumentando.E aí? Quem vai encarar?




Fonte: site rainhas do lar / blog simples e chic

Nenhum comentário:

Postar um comentário